Skip to content

Edição de novembro e dezembro de 2020

XVI Congresso online Forcine/UFRJ marca 20 anos do Fórum

O Forcine e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) organizaram, pela primeira vez na história da entidade, de 24 a 26/9, um Congresso totalmente online. A modalidade foi adotada por conta das restrições impostas pela pandemia COVID-19 e resultou em diversas novas conexões e reencontros de docentes, estudantes, técnicos, entidades parcerias e toda a comunidade do ensino de cinema e audiovisual brasileiro. Toda a programação foi transmitida ao vivo por meio do canal do Forcine no Youtube e permanece gravada para consultas e visualizações posteriores.

A diversidade de temas e possibilidades foi marcante nessa edição. No primeiro dia, o Forcine retomou uma prática tradicional de homenagens a personalidades importantes do ensino de cinema e audiovisual com uma mesa dedicada ao percurso do cineasta boliviano Jorge Sanjinés seguida de um debate sobre as conexões entre escolas latino-americanas. Ainda neste dia, ocorreu a cerimônia de abertura, com a presença da reitora da UFRJ, Denise Pires de Carvalho, da pró-reitora de extensão da Universidade, Ivana Bentes, dos deputados Jandira Fegali (RJ) e Tadeu Alencar (PE), reconhecidos pela defesa do audiovisual brasileiro no Congresso Nacional, além da presidente do Forcine, Alessandra Meleiro, e da comissão organizadora, representada por Kátia Augusta Maciel. Também compuseram a quarta-feira uma mesa sobre articulações na produção e negócios, outra sobre os 20 Anos do Forcine, com lançamento do minidoc sobre os 20 anos. Fechou a noite a realização da cerimônia de titulação e reconhecimento do Curso de Cinema e Audiovisual da UFF como patrimônio cultural de Niterói/RJ.

Apresentação do Mapeamento de Diversidades ocorreu durante o Congresso.

No segundo e terceiro dias houve diálogo sobre uma profusão de temas que estão na agenda das escolas brasileiras de cinema audiovisual: experiências criativas no momento atual, desafios de práticas de EaD, diversidade na formação, extended reality, cinema como linguagem transversal, exibição audiovisual nas plataformas de streaming e VOD e VR, animação e os negócios. Destaque para a apresentação da primeira etapa do Mapeamento de Diversidades do Forcine, realizado em 2020 pela diretoria do Fórum com o apoio da rede de associadas, e para o segundo encontro nacional das redes docentes do Forcine. Ao longo desse ano, o Forcine teve um acréscimo de quatro redes que totalizam sete áreas docentes organizadas: crítica e análise fílmica, direção e realização, fotografia, montagem, motion e VFX, produção, roteiro e escolas livres. No encontro do Congresso, as redes tiveram a eleição de coordenadores que acompanharão a gestão bianual da diretoria.

Uma programação de mesas e diversas mostras celebraram a produção audiovisual acadêmica, brasileira e latino-americana. Nas atividades síncronas, uma mesa sobre o Cineclube Cinerama da UFRJ e o lançamento da mostra de curtas Forcine 20 anos. Também, a programação de cinco mostras de filmes, em formato de playlist do Youtube, com quatro ainda disponíveis até o final do ano de 2020. Os momentos de encontro e celebração informal também ocorreram graças à tecnologia de salas VR da Superviz.

No sábado, último dia, foi o momento de realização da plenária, com a revisão de toda a programação e o apontamento de diretrizes oriundas das discussões. Também ocorreu a Assembleia Geral Ordinária com a eleição da nova diretoria para o biênio 2021-2022 (leia mais nesta edição do boletim). Além da UFRJ/ECO/PPGMC que realizaram o Congresso junto com o Fórum, apoiaram esta edição o Instituto Cultural da Dinamarca/Ponte Nórdica nas Escolas, a Sigma Cinema, a Tamanduá e a Alumni, que realizou, também pela primeira vez na história dos congressos, a tradução simultânea de mesas com convidados internacionais. Toda a programação pode ser vista em formato audiovisual, com links detalhados, na página do evento.

Nova diretoria do Forcine foi eleita na AGO 2020

Durante o XVI Congresso, realizado online de 23/9 a 26/9, houve a Assembleia Geral Ordinária do Forcine com a eleição da nova diretoria para o biênio 2021-2022. A partir de janeiro de 2021, assume o novo quadro de diretoras e diretores. Dos seis componentes atuais, dois diretores permanecem e quatro deixam a diretoria, a saber: Alessandra Meleiro (UFSCar), Guilherme da Rosa (UFPEL), Flávia Seligman e Lilian Santiago (CEUNSP). O Forcine agradece aos que estão saindo pelo trabalho realizado e renova votos de prosperidade às/aos novos colegas diretores. Veja abaixo a nominata da nova gestão:

Diretoria Executiva 2021-2022

Presidente: Aletéia Selonk (PUCRS)
Vice-presidente: Rico Cavalcanti (ESPM Rio)
Diretora Financeira: Tainá Xavier (UNILA)
Secretária Geral: Samantha Capdeville (UFC)
Primeira Tesoureira: Hadija Chalupe (ESPM Rio e UFF)
Primeira Secretária: Lanza Xavier (UFPEL)

Forcine lança manual para realização audiovisual na COVID-19

O Forcine lançou o Manual para Filmagens e Atividades Práticas nas Escolas de Cinema e Audiovisual com recomendações para o contexto da Covid-19. A publicação está disponível no site da entidade.

O Manual tem como principal objetivo garantir a máxima segurança para estudantes, docentes e funcionários das escolas e universidades dedicadas ao ensino de audiovisual no Brasil. A profissionalização dos jovens estudantes também é uma busca, pois eles em breve estarão integrando equipes técnicas no mercado de trabalho. Nesse contexto, existe a exigência da prática dos Protocolos de Segurança, considerando que os cuidados relativos ao Covid-19 não poderão ser descartados em um curto ou médio período de tempo. Além disso, este e os demais Protocolos têm importância também relativa ao caráter pedagógico, na medida em que serão abordados em sala de aula e incluídos nos planos de ensino das disciplinas de produção.

O Forcine reuniu integrantes da Rede de Produção em um grupo de trabalho. A partir da reflexão sobre os Protocolos de Segurança desenvolvidos pelos agentes de mercado nos estados brasileiros, bem como nos mercados internacionais, e do entendimento do funcionamento real das universidades brasileiras, este grupo de docentes trabalhou entre os meses de julho e setembro de 2020 nesta formulação.

Convidamos toda a comunidade acadêmica para consultar e conhecer o Manual, bem como para contribuir com revisões e inserções a partir das experiências de cada escola. Ressaltamos também que o Forcine, enquanto entidade representativa dos cursos de Cinema e Audiovisual, não recomenda que filmagens presenciais ocorram antes dos municípios decretarem a bandeira verde (ou aquela correspondente ao momento de total abertura).

Minidocumentário celebra os 20 anos do Forcine

O Fórum lançou, durante o XVI Congresso, em setembro, um minidocumentário para celebrar e contar parte da trajetória da entidade no ano em que completa 20 anos. O produto audiovisual está disponível no YT do Forcine e também no Vimeo, com a opção de download e exibição nas escolas e para a comunidade Forcine.

O Minidoc, Rápido, Institucional tem a duração de 20 minutos composta por pequenos depoimentos de diversas pessoas que participaram da história do Fórum e da atual diretoria que finaliza seu trabalho este ano. O minidoc traz um olhar dos dias de hoje, e dos desafios presentes à educação na área, um resumo da criação, no ano 2000, com fala de docentes e escolas fundadoras e da primeira presidente, Dora Maria Mourão. Também relata o momento de proposição e aprovação das diretrizes curriculares nacionais para os cursos de cinema e audiovisual, dos 16 congressos nacionais realizados e sua importância na criação e auxílio à novas escolas de cinema, do protagonismo feminino na história do Fórum, entre outros temas.

Toda a realização audiovisual do minidoc foi feita pela própria diretoria do Fórum. Participaram com depoimentos, em ordem de aparição, Dácia Ibiapina (UnB), Tainá Xavier (Unila), Sílvio Da-Rin (Cineasta), João Guilherme Barone (PUCRS), Débora Ivanov (+Mulheres), Fernão Pessoa Ramos (Unicamp), Maria Dora Mourão (USP), Luis Angerami (USP), Luciana Rodrigues (FAAP), Ney Santos Filho (PUC-Rio), Aída Marques UFF/UFRJ, Guilherme da Rosa (UFPEL), Julia Bafume (Unila), Aletéia Selonk (PUCRS), Kátia Augusta Maciel (UFRJ), Alessandra Meleiro (UFSCar) e João Luiz Vieira (UFF).

APACI promove 4º Cine Pitching com inscrições até 25/11

26Nos dias 8 e 9 de dezembro de 2020 acontece o 4º Cine Pitching, promovido pela Associação Paulista de Cineastas (APACI) e apoiado pelo Forcine. As inscrições são gratuitas para alunos e egressos/ex-alunos dos cursos de Cinema e Rádio e TV de todo Brasil, vão até 25 de novembro.

O evento será totalmente online e 12 projetos, nesta categoria, serão selecionados para um treinamento de pitching. Posteriormente, os projetos serão apresentados a uma bancada de grandes produtores. Com isso, a organização do Cine Pitching, com apoio do Forcine, quer fomentar o contato entre aquelas/aqueles que estão estudando, formando-se ou são recém formadas/os com produtoras e profissionais que atuam no mercado audiovisual brasileiro. Os projetos podem ser tanto de longas-metragens para cinema quanto de séries e filmes para televisão/VOD/streaming. Link de inscrições e maiores informações estão no site do evento: bocaboca.com.br/cine-pitching.

#pitchingaudiovisual #audiovisual #cinema #produtores #diretoresdecinema #longametragem #filmes #seriados #escolasdecinema #inovação #tecnologia #projetosculturais #forcine20anos

Forcine e ICAB realizam encerramento de ciclo de conferências

O Forcine e o Instituto de Conteúdos Audiovisuais Brasileiros (ICAB) realizaram as conferências de encerramento do ciclo O Audiovisual Sem Fronteiras em novembro de 2020. O ciclo foi realizado pelas duas entidades ao longo de 2020.

A 3ª conferência do ciclo teve como tema O Audiovisual como Instrumento de Educação e Formação. O painel abordou como o audiovisual na cultura de convergência e o compartilhamento de conhecimento através das imagens em movimento tem contribuindo para o aprendizado, a interpretação, a visão crítica e reflexiva no contexto educacional envolvendo estudantes, professores e comunidade.

No dia 8 de dezembro, a quarta e última conferência do ano terá como tema O que vem depois? Tendências para o audiovisual no mercado e na educação. Para participar, realizadores, estudantes, pesquisadores e demais agentes da cultura e da indústria criativa podem se inscrever gratuitamente neste link. O ciclo Audiovisual Sem Fronteiras emite certificado de participação para os inscritos. As transmissões serão realizadas ao vivo nos idiomas português e espanhol, além de tradução em LIBRAS.

Colabore com o Boletim Forcine

Compartilhe notícias, relatos e experiências de suas escolas no Boletim Forcine. Colaborações com as próximas edições são bem-vindas através do e-mail contato.forcine@gmail.com (informar no título da mensagem Boletim Forcine). O texto deve conter até 250 palavras, pode conter links para páginas de internet e uma imagem.